domingo, 5 de abril de 2020

NARCOS - PARTE 2 - MÉXICO

NARCOS - PARTE 2 - MÉXICO

Divulgação

Dias atrás, falei da série Narcos, na parte que conta a história do Cartel de Medelín e o Cartel de Cali. Ficou conhecida por quem assistiu, como Narcos Colômbia. Mas a série foi para o México, contar um pouco do que aconteceu e do surgimento do Cartel de Guadalajara.

O alvo agora já não é mais Pablo Escobar e sim Miguel Angel Félix Gallardo interpretado pelo talentossíssimo ator mexicano Diego Luna.

A série foi lançada em 16 de Novembro de 2018 e em um primeiro momento, seria apenas  4ª Temporada da Narcos Colômbia, mas depois decidiram fazer temporadas só para a Narcos México.

Produzida por Carlo Bernard e Doug Miro, tem na equipe de produção ainda: Eric Newman e o brasileiro José Padilha que fez o filme: Tropa de Elite e a série sobre a Lava Jato que também foi disponibilizada na Netflix. Me desculpem, mas me fugiu o nome dessa série agora.

No elenco de Narcos México: Michael Peña, Diego Luna, Tenoch Huerta Meíja, Alyssa Diaz, Joaquín Cosío, José Maria Yaspik, Matt Lestcher, Ernesto Alterio, Alejandro Edda, Fernanda Urrejola, Teresa Ruiz, Gerardo Taracena, Aaron Staton e Wagner Moura. 

Narcos México começa contando a história do então policial Miguel Angel que junto com Rafa Caro Quintero começam a plantar maconha em Sinaloa.

Tudo era muito amador, na série vemos uma estrutura criminosa começar a crescer nos anos 80, sob o comando de Miguel Angel.

Diego Luna vive o Chefe dos Chefes!

Tudo ia muito bem para os criminosos até que Kiki Camarena, vem da Califórnia (EUA), para o México com a sua família e começa a investigar os negócios ilícitos de Miguel Angel, suportado pela DEA que é o departamento norte-americano de combate ao tráfico internacional de drogas.
Abaixo uma foto do verdadeiro Miguel Angel Félix Gallardo.

O verdadeiro Miguel Angel Félix Gallardo

Paralelo à isso, Rafael Caro Quintero começa a curtir essa vida de rico. Compra uma casa gigante, com piscina, motos, carros. Junta alguns amigos para dar festas intermiváveis e ainda se apaixona na série por Sofia Conesa, filha de uma pessoa importante.
Na vida real, a mulher com quem Rafa Quintero se envolve se chama: Sara Cosio.

Rafa e Sara em clima quente!

Miguel não aprova o jeito irresponsável e chamativo de Rafa. Até que ele arruma um jeito de parar o sócio, que chega a um ponto perigoso, usando muita droga e arrumando confusão por onde passa.
Mas Miguel sempre muito ambicioso, já não se contentava mais em só plantar e vender maconha. Ele deseja expandir os negócios e Rafa se torna uma pedra no sapato de quem não quer chamar atenção.

Por falar em chamar a atenção, Narcos México tem menos cenas de sexo, que Narcos Colômbia. Achei que esse apelo sexual fica mais evidenciado nos exageros de Pable Escobar do que na história de Miguel. Mas temos algumas cenas. Talvez as mais quentes, fique exatamente por conta do romance de Rafa com Sofia.

Mimi na banheira...

Mas voltando...

Vemos até que Rafa não quer que Miguel entre em outros negócios que não seja a maconha. Mas os planos de Miguel vão muito além.

Rafa e Sofia

Em 1984 outra organização criminosa ganhar força. O Cartel do Golfo. Essa organização tem raízes em datas mais distantes. Liderada por Juan Nepomuceno, essa organização começou com o contrabando de álcool na época da Lei Seca dos EUA nos anos 30.

Mas a base do que ainda hoje acontece no México, pode ser creditada inteiramente ao que Miguel Angel começou nos anos 80.

Outros nomes de traficantes reais são citados na série e alguns até possuem algum destaque. A família dos Avendano, Beltrán Levya, Héctor "El Guero" Palma e o que talvez foi o maior depois de Miguel Angel, Joaquín Guzman Loera, mais conhecido mundialmente como El Chapo, o Barão do narcotráfico mexicano.

Vale lembrarmos que Caro Quintero, Don Neto, El Azul, El Mayo e El Chapo, eram pessoas bem humildes, semi-analfabetos, só conseguiram poder, porque encontraram apoio entre policiais e políticos.

Don Neto real à esquerda. e o da série à direita.

Antes de Miguel, até tivemos um nome de destaque e esse cara foi: Pedro Avilés. Isso é descrito no livro de Anabel Hernández.

Assassinado em 1978, o Leão da Serra foi o primeiro a traficar drogas para os Estados Unidos, oriunda da América do Sul. Na série vemos um homem a quem Miguel presta serviços bem no começo e logo depois, a ambição de Miguel o engole também.

Futuramente Miguel Angel se uni a outro nome gigante, talvez o maior traficante de drogas do mundo: Pablo Escobar. Para vocês terem uma ideia, agora números bem reais, juntos, seus negócios representavam em números 60% da cocaína consumida nos Estados Unidos!!!

Miguel Angel Félix Gallardo, mesmo não sendo o primeiro, foi com certeza o cara que  impulsionou esse negócio e o deixou tão gigante.

O homem forte da família Avendano

Mas outros personagens importantíssimos para que possamos contar essa história, também aparecem na série e um deles é Amado Carrillo Fuentes. O Senhor dos Céus, como era chamado, possuía 3 linhas de aeronaves: Saberliner, Learjet e Cessna. Que transportavam a droga para fora do México. Ele terá papel importantíssimo no final da última temporada que temos disponível para assistir.

Mas voltando um pouco lá atrás. Na série, vemos um Rafa Caro Quintero, mais preocupado em se drogar e transar, como um adolescente que está descobrindo a vida adulta, o fato é que o verdadeiro Rafa Quintero não era bem assim, pelo contrário. Sempre foi um traficante extremamente violento! Começou com o plantio e com a colheira da maconha até se tornar um dos maiores traficantes do mundo. Na  série, ele parece um coitado que é manipulado facilmente pelo sócio Miguel.

O ator Tenoch Huerta como Rafa Quintero

Sara Cosío, a garota que na série tem o nome de Sofia era sobrinha de Guilhermo Cosío. Nada mais, nada menos que o governador do Estado de Jalisco. Portanto, outro fato real que é representado na série.

Caro Quintero cometeu talvez o erro que foi decisivo para que o Cartel de Guadalajara ruísse. Planejou o sequestro do agente da DEA Kiki Camarena.

Rafa Caro Quintero real

Na série o Rancho El Búfalo, está situado no Estado de Zacatecas, mas na vida real ele ficava localizado na cidade de Chihuahua. O local abrigava, pasmem: 13 mil toneladas de maconha e tinha cerca de 10.000 trabalhadores.

Era praticamente a Disneylândia da maconha!!!

Quando derrubaram esse local, o prejuízo para os negócios da organização foram de cerca de: 8 milhões de dólares para o cartel. Ou seja, um duro golpe!!!

E para muitos, isso motivou que Rafa partisse para cima de Kiki.

Outro número infelizmente, real. Para vermos como que a série obviamente mesmo tendo algumas coisas ficticías também tem muita coisa real.

As mortes no México, provocadas diretamente ou indiretamente pelos cartéis, chegaram ao número impressionante de 475 mil pessoas que perderam a vida, no período de 1988 até 2018. Na série, eles falam em meio milhão de pessoas em cerca de 30 anos, o que podemos ver, é quase isso mesmo na vida real. Algo realmente assustador!!!

A primeira temporada da série, mostra um Miguel em expansão nos negócios, lidando com o ego de seus aliados um agente, no caso: Kiki Camarena totalmente frustrado, com os poucos resultados que ele consegue em suas investigações. Quando realmente ele consegue algo grande é capturado e torturado.

Sua morte se torna o estopim de uma guerra declarada do DEA e dos Estados Unidos contra Miguel Angel.  Na verdade essa guerra é mais de alguns membros do DEA que sentiram o baque da morte do colega de trabalho, do que do próprio Estados Unidos.

O ator Michael Peña como Kiki Camarena

Uma coisa interessante em Narcos, que diferente de outras séries, ela não coloca os Estados Unidos no papel de herói sempre, muito pelo contrário, o país é muitas vezes conivente com tudo o que acontece. Mas mais que os Estados Unidos, o México é mais conivente ainda.

Posso afirmar, depois de assistir Narcos México e a série El Chapo, que se não fosse todo o apoio das autoridades, de políticos importantes, como prefeitos, governadores e até gente do governo federal, nada disso seria possível. Muito da expansão dos negócios dos narcotraficantes, se deu, devido à esse suporte importantíssimo.

Henrique Camarena "o real Kiki"

A morte do agente da DEA foi o grande erro dos criminosos e isso foi admitido até por aliados de Miguel Angel.

Alyssa Diaz, atriz norte-americana faz o papel da mulher de Kiki, já a mexicana Teresa Ruíz interpreta Isabella Bautist, falaremos dela mais abaixo.

Aliás, Narcos México dá um espaço grande para as mulheres. Tem mulheres guerreiras na figura por exemplo da esposa de Kiki. Na Narcos Colômbia, vemos o sofrimento que foi viver na Colômbia para a mulher de Steve Murphy.

Mas também vemos mulheres muito envolvidas no meio. Em Narcos México, além de Isabella, veremos a irmã dos irmãos Avendano, veremos a mulher de Miguel Angel que é abandonada por ele, em um momento que ele está cego pelo poder.

A atriz que interpreta a primeira mulher mãe dos filhos de Miguel Angel é:

Maria Elvira interpretada por Fernanda Urrejola

Eu particularmente gostei muito dessa personagem. Depois de abandonada por Miguel, ela quer viver uma vida pacata em Sinaloa com seus filhos e toda vez que Miguel ronda ela, ela o expulsa de maneira muito incisiva. Na história real, Miguel havia tido uma mulher antes dela. Uma mulher muito jovem que teria morrido de leucemia. Portanto Maria Elvira, teria sido a segunda mulher de Miguel Angel. E foi decisiva para fazê-lo entrar na alta sociedade de Jalisco.

Fernanda Urrejola
Outra curiosidade Maria Elvira Murillo é que pouco se sabe sobre ela. Diferente de outras mulheres de outros traficantes importantes, não se tem muitas informações sobre ela. tenha até uma curiosidade caso um dia possa conversar com alguém da produção de Narcos, para saber aonde buscaram informações sobre ela.

Leopoldo Sánchez foi padrinho de casamento de Maria e Miguel. E eles por sua vezes, teriam sido padrinhos de casamento do filho de Sánchez: Rodolfo Sánchez Duarte com Theolenda López Urrutia.

Seus filhos, fizeram um site para pedir ao presidente do México, melhores condições na cadeia para o pai, mas nada falaram sobre sua mãe, Maria. Segue o mistério...


E A SEGUNDA TEMPORADA?

2ª Temporada de Narcos México


A 2ª Temporada de Narcos México já começa com os agentes da DEA sequestrando um médico, que participou da tortura de Kiki Camarena.

Agora é jogo de cão e gato. Os Agentes da DEA que na primeira temporada, só levam na cabeça e ainda perdem Kiki Camarena, agora partem para o ataque. Eles realmente cansam de só perderem batalhas para o cartel e decidem que precisam dar um basta nessa situação.

Destaque para a atuação do agente da DEA - Walt, vivido pelo ator: Scott McNairy.

Agente Walt

Esse agente é obcecado por encontrar e prender os culpados pela morte de Kiki e paralelo à essa caçada, ele se preocupa com a viúva de Camarena.

Na minha opinião, ele queria assumir o lugar de Kiki nessa família, mas a mulher se muda e ele se distancia dela e do filho de Camarena com quem Walt tem uma boa relação.

Walt Breslin é um cara frio na hora da ação, mas podemos ver um homem obcecado por justiça. Não sei quem ganha se é ele ou Miguel, nas cenas fumando cigarros. Acho que Miguel ganha. De 10 cenas que o barão da droga aparece, 9 ele está fumando.

Miguel fumando para variar

Ele (Walt) reúne alguns homens, do México e dos Estados Unidos e partem para cima de Miguel Angel. Mas Miguel, está sempre um passo à frente e mesmo tendo um milhão de coisas para se preocupar, como por exemplo as eleições presidenciais, Miguel e seus aliados dão novos nós nos agentes da DEA.

Aliás a elição é um episódio a parte. Vemos claramente, como o tráfico influencia nas eleições mexicanas.

Mas voltando a luta dos homens da DEA, eles sofrem um duro golpe, quando gente superior à eles nos Estados Unidos pedem para que eles encerrem as investigações.

Um destaque para a ação frustrada que eles tiveram contra Amado, que ficou responsável por transportar uma quantidade absurda que Miguel havia acordado com o pessoal da Colômbia.

Aliás, um negócio bem legal aqui é ver esse crossover. Vemos um personagem importante da Narcos Colômbia, Pacho Herrera vivido pelo ator Alberto Ammann negociando com Miguel Angel. Pacho está entre os 4 homens mais importantes do Cartel de Cali.

Pacho Herrera - Cartel de Cali

Pacho é arrogante e ao mesmo tempo que negocia com o chefão mexicano, ele tira uma da cara de Miguel que guarda esse com ele, para tentar no momento certo dar o troco.

Uma cena muito legal, é uma festa que fazem para Miguel e que Pacho vem da Colômbia para lhe fazer uma visita de negócios.

Quando finalmente Miguel pensa que vai dar uma passada de perna em Pacho, ao negociar com Nepomuceno, do Cartel do Golfo, ele leva outra rasteira do colombiano. E se compromete nessa entrega histórica de drogas.

Amado Carrillo Fuentes

Mas Miguel consegue fazer a entrega desse mundo de drogas que veio da Colômbia, com total atuação de Amado, que é peça fundamental nessa operação com seus homens e aviões.

Mas para mim, nem a caça do DEA a Miguel, nem a relação de ódio dele com Pacho, ou o ascensão de Carrillo, chama mais a atenção para mim, que os capítulos dessa temporada que tratam do traficante Pablo Acosta.

Pablo Acosta e sua amada Mimi

Pablo Acosta é interpretado pelo ator: Gerardo Taracena, que na minha opinião, sem querer fazer trocadihos: rouba a cena!!! rssss

Ele era o Chefão do Narcotráfico em Juarez, México.

Ele faz uma espécie de traficante ao mesmo tempo experiente, ao mesmo tempo consciente, um cara que já viveu de tudo e por amor a sua norte-americana Mimi, quer sair fora do ramo do narcotráfico.

Mimi Webb Miller

Mimi é vivida pela atriz: Sosie Bacon. Mimi é uma mulher forte e que aparece em um episódio aonde recebe Amado a bala! Amado vai para os Estados Unidos tentar convencer Acosta de retomar os negócios no México, a pedido de Miguel Angel. Mas Amado quer mais sair do negócio do que entrar.

E Mimi pede ajuda para Walt, para convencer o marido a denunciar Miguel em trocar ele teria proteção do DEA e viveria nos Estados Unidos.

Abaixo fotos do real Pablo Acosta Vilarreal e sua amada Mimi.

Pablo Acosta Vilarreal

Mimi

Pablo Acosta Vilarreal é o tipo de anti-herói que a gente não consegue não deixar de torcer.
Ele parece um traficante do bem. Divertido, engraçado, cheio de experiência, ele nas cenas que vemos ele com Amado, vemos um cara que já viveu de tudo, tentando passar um pouco da sua vivência para um cara mais novo. E Amado gosta de Acosta. E mesmo levando uma canseira dele, Amado não desiste de tentar fazer com ele aceite a proposta de fazê-lo voltar para o México.

Acosta tem o respeito do seu povo. Todos o amam!!! No Vilarejo aonde tem casa, as pessoas recebem dinheiro dele, ajuda em mantimentos, ajuda para as crianças, ele é uma espécie de braço do Estado, que para muitas dessas pessoas é ausente. 

Não vou entrar em detalhes do que acontece depois mas para mim, o que melhor de aconteceu nessa segunda temporada, é Acosta.

Entretanto a morte de duas crianças e sua mãe, também ganha destaque nessa série e aqui, infelizmente, mais um fato surpreendente que aconteceu de verdade.

O chefe de El Chapo, (que aqui ainda não é tão forte como será no futuro), é Hector Palma. Ele se rebela contra Miguel Angel, que lhe revida com o golpe mais duro. Manda matar sua mulher e filhos, pelas mãos do amante dela.

Guadalupe Leija Serrano vivida por Viviana Serna

Sim, a mulher de Hector Palma: Guadalupe, vivida na série pela belíssima atriz Viviana Serna, na história da série é amante de um dos sicários de Miguel. A da morte dela e das crianças é horrível, foi uma das cenas mais impressionantes que vi em toda série. E que já vi em diversas séries pesadas que assisti.

Dá para imaginar a mulher de um dos homens fortes de Miguel Angel Félix Gallardo, trair o seu marido com o motorista do cartel? Rafael Enrique Clavel é o nome dele.

Viviana como Guadalupe

Esse é aquele típico romance ardente que a gente sabe que não acabaria bem, mas nunca imaginei que acabaria tão mal.

A morte da mulher de Palma, ocorreu na vida real, no ano de 1989. Logo após a prisão de Miguel Angel.

Segundo o livro: México: Narco-Violência e um Estado Fracassado? do autor George W. Gayson, Clavel forçou a pobre Guadalupe a retirar 7 milhões de dólares de sua conta bancária, antes que ele enviasse sua cabeça decapitada e o corpo para o marido traído Hector Palma.

E sim, ele lançou as duas crianças de uma ponte que faz divisa entre a Colômbia e a Venezuela, chamada de Puente de La Concórdia.

Palma se vingou, mas não da maneira como se mostra na série, aonde ele contrata uma mulher sensual para atrair Clavel e o mata com um taco de baseball. A morte de Clavel foi responsabilidade dele, mas não feita diretamente por ele de acordo com o que apurei.

Cena da morte de Clavel

Outra história que tem certo destaque a tentativa de Isabella Bautista, de ascender no mundo do tráfico de drogas mexicano.

Teresa Ruiz vive Isabella


Ela tenta uma aliança com a irmã dos Avendanos, mas a mulher a traí.

Ambiciosa e não temente a Miguel, ela negocia diretamente com alguns colombianos.
Seu personagem é interessante. Ela poderia ter sido muito maior, se alguém tivesse dado apoio. Mas por ser mulher e por não ter tanta força de contatos como Miguel tinha, ela não consegue ir muito longe na história.

Sandra ainda jovem


Na primeira temporada, ela é uma forte aliada de Miguel. Mas quando pensa que está ganhando a confiança de Miguel, Miguel a joga para escanteio, o que a deixa extremamente irritada.

Isabella da série


Na vida real, Sandra Ávila Beltrán, seu apelido era A Rainha do Pacífico e Rainha da Cocaína. Ela estava envolvida desde o final dos anos 70, nesse mundo do narcotráfico. Hoje possui 57 anos de idade e recentemente deu sua primeira entrevista.

Sua entrevista foi para o jornalista do The Guardian: Jonathan Franklin. A entrevista foi em Guadalajara em sua prisão domiciliar.

Outra foto de Sandra

Sandra era sobrinha de Miguel Angel. Na vida real, ela perdeu dois maridos e um irmão na guerra do narcotráfico.

Foi acusada de organizar o transporte de 10 toneladas de cocaína. Ela também se envolveu amorosamente com Juan Diego Espinoza Ramirez (O Tigre), líder colombiano do Norte do Vale.

A atriz Tereza Ruiz vivendo Isabella

Junto com Juan, ela teria unido duas fortes organizações: O Cartel de Sinaloa e o do Norte do Vale.

Em 2015 ela foi extraditada para os Estados Unidos. Ela queria em um certo momento ser jornalista, mas devido a influência de um namorado, voltou denovo para o mundo da droga. Em uma entrevista que deu para o The Guardian, disse que tinha carros como Camaro, Trans-Am, Mercedes, Audi e vivia uma vida luxuosa, indo para a Disney e fazendo aulas de dança.

Foto mais recente

Apurei também que e Alfonso Ávila Quintero, era parente de Rafa Quintero. Seu filho, supostamente, era amigo de El Chapo.

Ela também ajudou Miguel no começo da relação entre os narcotraficantes mexicanos com os colombianos.

Sandra à esquerda

Teve casos também com Ismael Zambada (El Mayo) e com Ignácio Coronel (Nacho). José Kuiz Fuentes e Rodolfo López Amavizca foram seus maridos que foram assassinados. Usou por algum tempo o nome falso de Daniela Garcia Chavez.

E O FINAL?

Diego Luna como Miguel Angel

Não se sabe se os produtores ainda farão mais uma ou duas temporadas de Narcos México. O que sabemos é que material para isso, existe.

Amado Carillo Fuentes se torna o grande chefe depois da prisão de Miguel Angel. E mais para frente surge El Chapo, que também tem uma série que já assisti, também na Netflix. É importante ressaltar que a série de El Chapo, não tem ligação direta com Narcos. É outra série, contando algo da mesma história de uma maneira diferente.

Por falar em El Chapo, o ator que o faz em Narcos, na minha opinião, não tinha nada a ver com ele, para mim é o grande ponto negativo dessa série. Gosto muito mais do ator que o interpreta na série El Chapo.

El Chapo de Narcos

El Chapo da série El Chapo

Agora, ficamos na expectativa, para saber se Narcos terá continuação, só nos resta esperar....


segunda-feira, 23 de março de 2020

NARCOS - PARTE 1 - COLÔMBIA

NARCOS - PARTE 1- COLÔMBIA

Narcos Colômbia

Essa semana eu terminei de assistir a última temporada da série Narcos México. Mas para entender um pouco mais sobre essa série da Netflix, vamos falar da série que antecedeu Narcos México, que foi a Narcos Colômbia. Apresentada apenas como Narcos em 3 temporadas, ela contou um pouco do que aconteceu nos anos que o Cartel de Medelín se formou e depois o domínio do Cartel rival, o de Cali.

Depois pretendo fazer um post apenas sobre a Narcos México, que tem como personagem principal o lendário narcotraficante: Miguel Angel Félix Gallardo.

A primeira temporada conta como Pablo Emílio Escobar Gaviria, o famoso Pablo Escobar se tornou o maior traficante de drogas do mundo. Para vocês terem uma ideia, Pablo Escobar acumulou uma fortuna avaliada em 3 bilhões de dólares!!! E aproximadamente 80% do mercado de cocaína no mundo, nos anos 80, era administrado por ele.

Dinheiro de Pablo Escobar

Quem interpreta ele de maneira magistral, é o ator brasileiro Wagner Moura. Na série, vemos primeiro a ascensão do Cartel de Medelín, que é comandado por Pablo Escobar e depois entramos no mundo do Cartel de Cali, que era o maior inimigo direto de Pablo na Colômbia. Ambas organizações extremamente organizadas e poderosas.

Wagner foi até a Colômbia para aprender espanhol e chegou a engordar 20 quilos para fazer o papel. Ele tinha muito receio, por não dominar o idioma e por ser muito magro, mas Padilha o diretor de Tropa de Elite e produtor da série queria muito que ele participasse do projeto.

Wagner a esq, vivendo Pablo Escobar e Gustavo seu primo

Vocês sabem o que é Drug Enforcement Administration? DEA, é a organização norte-americana que combate os cartéis que controlam o tráfico de drogas no mundo.

E a série é contada a partir do ponto de vista de um dos agentes do DEA. No caso da Narcos Colômbia, coube a Steve Murphy (agente que realmente existiu de verdade) contar a história da caça deles, a Pablo. O ator que interpreta ele é Boyd Holbrook. E o ator Pedro Pascal, interpreta seu parceiro, o agente conquistador de mulheres, Javier Peña.

Peña e Steve na vida real

Steve e Peña a direita

Um ponto interessante aqui é que vemos uma narrativa que não isenta os Estados Unidos. Muito pelo contrário, tem forte crítica contra o país e vemos uma série que aponta os erros dos traficantes e dos policiais também. Em outras palavras, agrada aos dois lados.

O diretor José Padilha dirige apenas os primeiros episódios de Narcos. Os seguintes são dirigidos por Fernando Coimbra, também brasileiro, o mexicano Guilhermo Navarro e o colombiano Andi Baiz.

A trilha principal da série, fica a cargo do ex-Los Hermanos, Rodrigo Amarante que canta Tuyo e Pedro Bromfman como compositor. Eu acho que essa música foi perfeita para a série. Ela é triste e ao mesmo tempo faz a gente imaginar como se tivesse vivendo tudo aquilo, naquela época. É o tipo de tema que marca um seriado. Assim como a música tema da série True Blood.

Os atores, nossa, tem gente de todas as nacionalidades: Chile, Estados Unidos, Brasil, Argentina e obviamente Colômbia.

Logo quando começa a série, temos uma visão aérea da Colômbia que já é um show a parte.

Impressionante a semelhança da Colômbia com o Brasil. Casas coloridas, favelas, um povo trabalhador, povo festeiro, mulheres bonitas, muita fé na igreja católica, a pobreza, aonde as pessoas se vendem por muito pouco, enfim vemos um pouco de tudo e as câmeras nos levam em uma viagem pelas ruas de Medelín, que transportam a gente para dentro daquela Colômbia nos anos 80, que Pablo mandava e desmandava no país.

"O realismo mágico trata de coisas "muito estranhas para ser verdade" que há um motivo para ele ter nascido na Colômbia".

Essa frase para mim é sensacional, logo no começo da série vemos essa frase que tenta explicar o que é difícil de explicar. Muitas coisas que são relatadas nessa série, realmente aconteceram. É tão surreal, que é difícil de acreditarmos. Mas os registros históricos e os depoimentos não deixam sombras de dúvidas de que alguns feitos de Pablo, realmente aconteceram e chega a ser assustador, saber que um homem, tinha um poder tão grande sobre um povo.

FATOS MARCANTES QUE VEMOS EM NARCOS COLÔMBIA

Uma série original Netflix

Um item que me chamou muito a atenção foi saber que o tráfico de drogas teve muita força no Chile e só não foi para frente porque o ditador Augusto Pinochet exterminou todos os narco-traficantes, fazendo a prática ser migrada para a Colômbia. O professor de história da Stony Brook University que fica nos Estados Unidos, autor do livro Andean Cocaine, Paul Gootenberg sustenta essa tese.

De 1950 a 1973, o Chile era o país com maior poder para fazer o refino da cocaína. Quando digo que Pinochet exterminou os traficantes, isso foi na série, porque na vida real, a maioria foi extraditada para os Estados Unidos, ou fugiram.

General Augusto Pinochet

Outra história impressionante é da espada de Simon Bolívar. Sim, o grupo para-militar M19, roubaram a espada do líder histórico. Na série, eles são um grupo de guerrilha rural, mas na verdade eles eram urbanos.

Outra dúvida que muita gente tem, é se realmente o grupo entregou a espada de Simon Bolívar para Pablo Escobar. O próprio filho de Pablo, diz que é verdade, mas o grupo diz que nunca entregou a espada para traficantes. Alguns especialistas no assunto, acreditam que o grupo entregou a espada para o governo colombiano.

Outro fato que realmente aconteceu, Pablo Escobar se envolveu com a política em meados de 1982. Mas diferente de como a série mostra, que Pablo teria procurado os políticos, o que aconteceu na vida real foi o oposto, os políticos teriam procurado Pablo. E ironicamente um dos maiores defensores, do fim dos narco-traficantes, Luis Carlos Galán, teve um membro do seu futuro partido, entrando em contado com Pablo, para lhe oferecer uma chance na política.

Pablo na política!

Galán decidiu expulsar Pablo de seu partido depois, o Nuevo Liberalismo. E uma prisão que aconteceu em 1976, teria sido o fato negativo que fez com que Pablo fosse removido da política. Isso mostra de alguma maneira na série.

Luís Carlos Galán


Entre os dias 6 e 7 de Novembro de 1985, o grupo para-militar M19, realmente invadiu o Palácio da Justiça do Governo Colombiano ferindo mais de 100 pessoas.

Na série, isso foi financiado pelo dinheiro de Escobar. Mas existem estudiosos do assunto que acreditam em outra história. Pablo teria até lamentado, quando Ivan O Terrível, havia sido morto anos depois, Ivan era o líder do M19.

Na série, Escobar é quem dá um fim em Ivan, depois de usá-lo para fazer o ataque.

Ivan - O Terrível

Outro fato que realmente aconteceu, é que entre os 5.000 mortos, por Escobar, existem nomes importantes, como 3 ex-candidatos a presidência da Colômbia. Carlos Pizarro, Bernardo Jaramillo e obviamente Luiz Carlos Galán.

Cesr Gaviria, realmente a pedido do filho de Galán foi o sucessor presidencial e de acordo com os colombianos, apesar de negociar a entrega de Escobar, ele foi muito duro contra o narcotráfico.

Juan Carlos Giraldo teria dito em seu livro "De Rasguño e otros segretos del bajo mundo" que o homem que explodiu o vôo 203 da Avianca em 27 de Novembro de 1989, fora Darío Uzma. Com uma bomba caseira, ele matou 107 pessoas e mais 3 que foram atingidas pela queda do avião e sim, foi a mando de Pablo Escobar. Ele teria tido ajuda de um membro do grupo espanhol ETA. Ainda foi dito que quando Darío foi cobrar o dinheiro pelo serviço, teria sido morto por gente de Escobar.

Avião similar ao que Pablo derrubou

Pablo cometeu vários sequestros de pessoas ligadas a política e uma personalidade que ele teria sequestrado fora Diana Turbay, filha do ex-presidente Júlio César Turbay.

O escritor Gabriel García Márquez em seu livro Notícia de Um Sequestro narra, um pouco do sequestro de Diana que infelizmente depois de 6 meses de cativeiro, foi morta em uma operação de resgate mal-sucedida.

Diana Turbay

Na série mostra que Gustavo, primo de Escobar teria um envolvimento com Marta Ochoa, mas diferente do episódio, não existem registros de que Gustavo tenha tido algo com Marta.

Mas talvez uma das histórias mais incríveis diz respeito da Catedral. La Catedral melhor dizendo, a prisão de Pablo Escobar. Que tinha campo de futebol, colchão de água, video-cassete, tv de 60 polegadas, banheira e até lareira.

La Catedral

Na série vemos caminhões levarem dezenas de prostitutas para La Catedral. Em relatos de alguns sicarios de Escobar, acontecia de tudo lá dentro. Desde mortes horríveis, até orgias entre os homens de Escobar e as prostitutas que eram levadas até lá.

Um dos sicarios mais importantes que trabalharam com Pablo, foi Popey, morto recentemente por causa de câncer.

Mas na série ele não aparece.

Um dos que mais tem destaque é La Quica. Ele foi um dos sicários mais violentos de Pablo Escobar.

Abaixo fotos do ator que interpretou La Quica e o verdadeiro La Quica.

La Quica da ficção

La Quica verdadeiro

Na série também vemos Pablo ter relações com uma jornalista. Abaixo uma foto da atriz que interpretou esse papel

Virgínia na ficção

A verdadeira amante de Pablo Escobar, seria Virginia Valejo, foto abaixo:

Virgínia e Pablo a direita
Em um relato a revista Marie Claire, a hoje apresentadora Virginia, disse que certa vez Pablo a estuprou, pois ficou sabendo que ela poderia se unir a Gilberto Rodríguez, um dos líderes do Cartel oposto ao de Medelín, o Cartel de Cali. Na entrevista, ela confessa que tinha vontade mesmo de ficar com Gilberto.

No livro Amando Pablo, Odiando Escobar ela conta em detalhes o fato.

Outra foto de divulgação da série
Wagner Moura na série está fantástico. Existe uma reportagem aonde o filho de Escobar aponta 28 erros da série, mas ao meu ver, mesmo a série cometendo erros, colocando algumas coisa fictícias e romantizando muitos momentos, não tem como não achar que Narcos Colômbia é uma série muito boa e para mim, uma das melhores que já vi. Vários personagens importantes. Como Pablo, La Quica, os agentes da DEA, a esposa do agente Steve, as mulheres que se envolveram com Pablo, outros traficantes que se aliaram a Pablo, é muita gente, ficaria a noite inteira aqui para escrever sobre todos. A intenção do post é fazer quem assistiu relembrar e principalmente, quem não assistiu, veja essa série.

O CARTEL DE CALI

A queda de um Império!!!

E por falar em Cartel de Cali, na última temporada de Narcos Colômbia, o foco é o Cartel de Cali.

Temos muitas histórias que contam a trajetória dessa organização que era muito mais discreta que a organização de Medelin.

Uma das que me chama atenção é a mulher que se envolve com um dos membros da organização depois de ter o marido morto pela própria.

Miguel e a personagem Maria

Maria é vivida por Andrea Londo

Os sócios e irmãos: Pacho Herrera (vivido pelo ator Alberto Ammann), Gilberto Rodríguez Oreruela (interpretado por Damian Alcazar), Miguel Rodríguez Oreruela (Francisco Denis) e Chepe Santacruz Londono (Pepe Rapazote).

Abaixo fotos deles:

Gilberto
Gilberto começou os negócios da família com empresas de fachada, entre elas, farmácias. Era o número 1 do grupo, um cara que não gostava de chamar atenção, sempre muito discreto, não queria envolvimento com o Estado e nem com políticos. Era um verdadeiro homem de negócios, pacífico. Ficou conhecido como o "Enxadrista" por agir como um jogador de xadrez. Junto do irmão Miguel, patrocinavam o América de Cali. Famoso clube de futebol da Colômbia.

Preso em 1995, em seu luxuoso apartamento, conseguiu sair da cadeia e foi preso novamente em 2004 sendo extratitado para os Estados Unidos, aonde cumpre pena de 30 anos.
 

Miguel
O Miguel era o número 2 da organização.
Coordenou o envio de drogas para os EUA, era o cérebro da organização. Também foi o líder que comandou operações contra Pablo Escobar.
Foi preso em 1995 logo depois do irmão Gilberto, depois extraditado para os EUA aonde pegou em 2005, pena de 30 anos.


Pacho Herrera
A homosexualidade de Hélmer Pacho Herrera que vemos na série, é real. Chamado pela imprensa colombiana de: "O Homem dos mil rostos", se rendeu em 1996.

Ficou 1 ano fugindo da polícia com sucesso.

Foi assassinado em Novembro de 1998, em uma penitenciária de segurança máxima e sua morte desencadeou uma guerra entre Cartel de Norte Del Valle e o Clã Herrera. 


Chepe Santacruz Londono

Chepe tem grande destaque na série. Ele é quem gerencia os negócios de Cali nos Estados Unidos. Fez parte do grupo Los Chemas, se tornou um dos mais violentos da organização conduzindo com mão de ferro os negócios da família em Nova Iorque. Foi preso em Julho de 1995, escapou em Janeiro de 1996.

Sua fuga, fez os Estados Unidos romper relações com a Colômbia e meses depois, aos 53 anos, foi morto pela polícia de Medelín.

Um negócio bem legal é que na Narcos México, ainda veremos muito Pacho Herrera, negociando com Miguel Angel Félix Gallardo. Inclusive ele ganha um tom bem arrogante e que irrita e muito Miguel Angel. Pacho em Narcos México é quem dita as regras do jogo e se apresenta como um profundo conhecedor do mundo do tráfico de drogas.

Ainda não encontrei nada se realmente Pacho Herrera teve encontros com Miguel Angel, fazendo o elo dos negócios de drogas entre Colômbia e México, mas como pretendo fazer um post só sobre Narcos México, se descobrir algo, colocarei no post sobre Narcos México.


CURIOSIDADES SOBRE PABLO ESCOBAR


Fazenda Napoles

Obviamente que a série Narcos Colômbia e suas 3 temporadas, dão grande destaque para Pablo Escobar, mas ele não é a peça principal dessa série, veremos muito sobre o Cartel de Cali, principalmente na última temporada, depois de Pablo já ter sido morto.

Mas não tem como falarmos dessa série e não darmos maiores detalhes sobre esse personagem icônico da história, no que tange o mundo do narcotráfico.

Escobar com 22 anos já era milionário, dá para ter noção de algo assim? Nasceu no dia 1º de Dezembro de 1949 em Rio Negro -Antioquia - Colômbia, teve uma infância muito pobre. Detalhes disso, vocês podem ver na série El Patron Del Mal, que mais parece uma novela de tantos episódios que tem. Comecei a assistir, mais parei, porque achei longa demais. Mas vamos voltar a história de Pablo Escobar...

Pablo e sua esposa

Chegou a entrar no curso de Ciências Políticas quando jovem, mais seus pais não conseguiram pagar o curso e ele teve que abandonar.
Começou no crime, vendendo lápides de cemitério, depois cigarros contrabandeados e bilhetes de loteria falsificados.
 
Em meados de 1970, foi ele trabalhou de guarda-costas e ladrão. Ganhou 100 mil dólares por sequestrar um político importante.

Foi preso em 1974, pelo furto de um carro. Escobar juntou tanto dinheiro que enterrava em vários lugares da Colômbia. Com Maria Victoria Enao ele teve dois filhos: Juan Pablo e Manuela.

Escobar e sua esposa Maria Victoria Enao

O Cartel de Medelín gastava cerca de 1.000 dólares por mês apenas com elásticos que amarravam o dinheiro, estima-se que ele tenha perdido quase 10% da sua fortuna, por deixar dinheiro em lugares úmidos ou que pudessem deteriorar o dinheiro.

No auge, em 1989, foi considerado o sétimo homem mais rico do mundo pela revista Forbes.

Dizem que ele tinha o costume de enviar cartas como uma espécie de convite para o enterro, das pessoas que ia executar.

Dizem também que em uma de suas várias fugas, ele teria em uma montanha, queimado 2 milhões de dólares, apenas para aquecer sua filha pequena que estava com frio.

Escobar teve muitos casos extraconjugais, muitos com garotas menores de idade. Ele também chegou a ser dono do clube de futebol Atlético Nacional.

Pablo e sua relação com o futebol

Em alguns sites que pesquisei, existem relatos de pessoas que afirmam que Escobar tinha preferência por garotas bem jovens e que ele teve dezenas de casos com meninas de bairros pobres de Medelín.

Um dos seus sicários disse certa vez, que Pablo tinha fantasia por colocar uma menina virgem para se iniciar com uma lésbica experiente.

Wagner Moura com Paulina Gaitan

Uma garota certa vez, teria topado ir para a casa de Pablo, no sonho de ganhar dinheiro e uma moto dele.

E ele tinha preferências por meninas bonitas, virgens e de pernas longas.

A famosa fazenda Nápoles, chegou a ter 22 vezes o tamanho do Parque do Ibirapuera. Nesse lugar Escobar chegou a abrigar diversos animais, entre eles: aves tropicais, rinocerontes, búfalos, elefantes indianos, antílopes, cangurus australianos, zebras e ainda um casal de hipopótamos africanos.

La famosa Hacienda Napoles!

Pablo Escobar teria contratado o elenco do seriado Chaves para uma apresentação em uma festa de comunhão de sua filha Manuela Escobar. A história que parecia lenda foi confirmada pela atriz que interpreta Chiquinha. Maria Antonieta disse que realmente isso aconteceu, mas que eles atores não sabiam. Carlos Vilagrán que faz o papel de Quico, teria ficado de fora e se orgulha hoje disso.

Foto alterada

Foto real

No entanto, a foto que circula na internet, com o ator que interpreta Chaves, com Pablo ao fundo é falsa. Foi editada e colocado o rosto de Pablo Escobar em cima do corpo de uma pessoa da equipe.

Foi morto no dia 2 de Dezembro de 1993, por um grupo de colombianos treinados pela agência de inteligência norte-americana.

É engraçado que ficamos com dó de Pablo, ao ser morto na série, mesmo sabendo de tudo que ele fez. Wagner Moura, tem grande culpa nisso...rsss